INSTITUTO BRASILEIRO DE ENFERMAGEM

Venha fazer parte da 
Elite da Enfermagem Brasileira!

Imagem
SIGA O IBRAENF NAS REDES SOCIAIS

Como Liderar Pessoas de Diferentes Gerações na Mesma Equipe de Enfermagem

Gestão e Liderança de Equipes de Enfermagem

É uma grande dificuldade entre os Líderes de Equipe na Enfermagem, pessoas de gerações diferentes, liderando gerações diferentes. É preciso aprender a lidar e liderar diferentes gerações também de forma diferente. 

Não só os liderados possuem características diferentes de acordo com a geração a que pertencem, mas, o líder também, e com isso as suas ações, comportamento e forma de liderar estarão intimamente ligados às características da geração a que pertence.

“Uma geração, é um grupo de pessoas que nasceram em um determinado período, e que carregam características inerentes ao contexto histórico, cultural, político, econômico e social do período em que nasceram. Essas características a acompanharão por toda sua vida – familiar, social e profissional – e influenciará todas as suas ações enquanto líder e liderado também” 

Não há um consenso em relação ao período exato que divide cada geração, usaremos, portanto, a seguinte classificação: 

Baby Boomer
São pessoas que nasceram entre 1945 e 1960 (período pós 2° guerra). 

Sua principal característica é que tratam suas vidas pessoal e profissional totalmente separadas, geralmente muito discretas e evitam relacionamentos pessoais com pessoas com quem trabalham, mas tem um senso de lealdade muito forte com a empresa onde trabalham. 

Não são excessivamente ambiciosos, trabalham com muita dedicação e afinco para reunir os recursos necessários a fim de usufruir dos benefícios acumulados pelos anos de trabalho. 

São muito objetivos, tem um posicionamento muito forte e pela experiência acumulada sou pouco influenciáveis. 

Não aceitam ser desrespeitados e quando acontece sua produtividade fica comprometida. Espera que reconheçam que ela está fazendo a sua parte baseado proporcionalmente na sua dedicação ao trabalho. 

É preciso conquistar o Baby Boomer para conseguir lidera-lo com maior propriedade. Não espere que ele vá fazer nada além do que foi solicitado fazer, mas não ignore toda a sua experiência de vida e de trabalho. 

Geração X
Nascidos entre 1961 a 1980. 

Pegou o início da revolução tecnológica e já era adulto quando do advento de inovações como a telefonia celular e a internet, mas, apesar disso lida muito bem com a tecnologia. 

Trabalha com foco na recompensa, no que o trabalho vai trazer pra ela no longo prazo. Tem maior facilidade em desenvolver além do que foi solicitado, mas não se prende a elogios, prefere receber algo palpável em troca do seu empenho. 

Conhecem bem os seus direitos, mas, apensar de não ser questionador, precisa entender em detalhes as regras a que está se submente para conseguir desenvolver bem o seu trabalho. É preciso justificar os princípios para que ela possa desenvolver bem o seu trabalho dentro dos próprios limites. 

É muito estudioso e busca prestígio através dos seus diplomas e certificados. Está sempre se capacitando e buscando informações para agregar ao conhecimento acumulado. 

Valoriza muito o Network e tem um visão intra empreendedora muito forte que precisa ser valorizada dentro da empresa com o objetivo de extrair as melhores possibilidades de melhorias, sem esquecer da recompensa. 

Geração Y (Millenials) 
Nascidos entre 1981 a 2000. 

São chamados nativos digitais, nasceram totalmente inseridos nas novas tecnologias de comunicação e entretenimento e não tem a menor dificuldade em lidar com elas.  

Tem uma tendência muito forte de não classificar a autoridade por meio de títulos, mas por meio do mérito. É preciso mostrar que você domina o assunto pra se tornar autoridade nele. 

São extremamente ativos e adoram desafios, mas evitam tarefas repetitivas e monótonas, valorizam o dia-a-dia e procuram um propósito naquilo que fazem.
Tem muita intimidade com a tecnologia e preferem se aprimorar através do meio digital. Tem maior afinidade com ambientes de trabalho descontraídos e pouco formais e desenvolvem muito bem o trabalho em Home Office. 

Tem o entendimento que todas as respostas estão na internet, portanto, cuidado com a informação que você vai passar e com a forma com que vai passar essa informação, pois eles vão buscar confirmação, e caso você não esteja totalmente certo, sua autoridade pode ser questionada. 

Não tem forte ligação com a empresa, pois sabe que há outras oportunidades em outras empresas. Caso não se sinta devidamente valorizado, desafiado ou realizado na sua posição atual, estará pronto para partir pra um novo desafio
Geração Z 

Buscam encontrar o ‘trabalho dos sonhos’ e desejam, mais do que tudo, a estabilidade financeira, sentem a necessidade de que se fazer ser ouvidos, pois acreditam que o volume de informações com que estão em contato constante os fazem, de certa forma, especiais. 

Tem grande facilidade de executar mais de uma tarefa ao mesmo tempo sem se atrapalhar, mas, sentem a necessidade de que o líder esteja ‘por perto’ o tempo todo. 

Se adaptam e aprendem num velocidade muito grande, valorizam os objetivos comuns, são mais disponíveis e estão sempre em busca de uma ‘causa maior’. Precisam sentir que o trabalho que realizam realmente faz diferença no mundo. 

O que somente um Líder Baby Boomer ou Geração X pode ensinar aos Millenials e Geração Z :

• Resiliência;
• Foco;
• Como evitar riscos desnecessários;
• Como tomar decisões complexas;
• Como usar indicadores e métricas. 

O que somente um Líder Millenial e Geração Z pode ensinar aos Baby Boomers ou Geração X 

• Confiar na tecnologia;
• Como liderar pelo consenso e o diálogo;
• Aceitar o risco, entender que é inerente ao trabalho e inclusive pode motivar a equipe;
• Tomar decisões de forma mais rápida;
• Como alcançar metas mais rapidamente. 

Conclusão
Agora que conhecemos melhor as características de cada geração, vai ficar mais fácil entender o comportamento de cada colaborador, e com isso atuar de forma mais específica em cada situação. 

O que não pode ser feito é tentar liderar as diferentes gerações da mesma maneira como se fossem iguais. É o líder que precisa se adequar a equipe e não o contrário. 

Se você tentar liderar uma equipe na expectativa que eles se adaptem a você, você terá sérias dificuldades, encontrará resistência e terá sério risco de perder sua posição de liderança para a equipe. 

A ideia é que você, quanto líder, conheça a sua equipe nos mínimo detalhes, para saber lidar com cada membro de forma individual, a fim de extrair o melhor de cada um deles. E isso vai fazer total diferença no desenvolvimento do seu trabalho.

Gostou desse artigo? 
Deixe seu comentário abaixo!  
Venha fazer parte da Elite da Enfermagem Brasileira!
Insira seu e-mail abaixo para receber informações sobre o Curso Online Líder Coaching para Enfermeiros
Cadastre-se
Gostou? Clique Curtir e deixe um comentário!