INSTITUTO BRASILEIRO DE ENFERMAGEM

Venha fazer parte da 
Elite da Enfermagem Brasileira!

Imagem
SIGA O IBRAENF NAS REDES SOCIAIS

Por que o Enfermeiro precisa saber gerenciar conflitos?

Gestão de Conflitos para Enfermeiros

Para muitos Enfermeiros, quando a gente fala a palavra “conflito”, logo vem a ideia de um problema complexo ou de algo difícil de resolver, mas isso nem sempre é verdade... te explico.

Os conflitos nascem de divergências de interesses entre duas ou mais pessoas, com relação a determinado tema, fato, contexto ou atividade a ser desenvolvida. Isso é algo natural do ser humano e, uma vez que o ambiente organizacional é composto por pessoas com diversas opiniões e personalidades, é até esperado que existam conflitos dentro das organizações.

Mas, diferentemente do que a maioria das pessoas imaginam, os conflitos, quando bem administrados, podem gerar mudanças positivas no comportamento das pessoas, pois motiva a busca de soluções e melhorias. E, em se tratando de equipes de Enfermagem, o Enfermeiro tem papel fundamental, pois é ele quem pode, não apenas evitar as situações conflitantes, mas também gerenciá-las da melhor maneira possível, minimizando o impacto do problema.

Posso afirmar que uma das maiores missões de qualquer Enfermeiro é saber liderar sua equipe de forma inteligente, evitando que os conflitos afetem negativamente a produtividade da equipe. Conflitos administrados de maneira errada, causam tensão, levam a confrontos e geram ambientes improdutivos. Sendo assim, a sabedoria na liderança do Enfermeiro não está em evitar conflitos, mas sim, em saber lidar e resolver de forma equilibrada os conflitos que, inevitavelmente, surgirão.

É por isso que você deve aprender a gerenciar conflitos... Saber lidar com a situação é que define se o conflito será prejudicial ou benéfico aos envolvidos. Se será uma oportunidade de crescimento ou de desgaste e desmotivação para a sua equipe... 

CLIQUE AQUI e baixe o Guia Definitivo de Gestão de Conflitos para Enfermeiros GRATUITAMENTE.  

Cada situação vai exigir uma abordagem específica para a resolução de conflitos. O papel do Enfermeiro líder é de entender as pessoas e instruí-las, mostrando sempre entusiasmo e passando confiança, fazendo com que suas ações sejam algo de motivação para que o conflito traga crescimento e desenvolvimento para os envolvidos. O Enfermeiro deve ter conhecimento dos fatos, ouvir os envolvidos, deixá-los à vontade para falar e identificar soluções que sejam equilibradas e justas para todas as partes.

Existem algumas habilidades importantes, que, se o Enfermeiro desenvolver, facilitarão esse papel:

Capacidade de negociação: Os Enfermeiros são a ponte que conecta a equipe, o cliente, outros profissionais e todas as partes envolvidas. Devem buscar o diálogo, ouvir com atenção e ponderar sobre tudo o que for dito, antes de tomar decisões.

Identificar as divergências e agir: atrasos, erros frequentes, falta de motivação e clima organizacional ruim são alguns sinais de que pode haver um conflito na equipe. O Enfermeiro deve ter a capacidade de enxergar essas mudanças e agir rapidamente, sem deixar que um problema pequeno se torne maior.

Leitura de cenários: depois de identificado o conflito, é importante entender sua origem, quais as reações existentes, o perfil das pessoas, suas motivações e interesses. A busca de informações ajuda no processo de negociação.

Boa comunicação: saber ouvir é uma arte. Falar na hora certa, usando as palavras mais adequadas, também. Para gerenciar conflitos, o diálogo é fundamental e precisa ser estruturado com cuidado, para evitar as reações negativas. O Enfermeiro deve sempre buscar o ganha-ganha e isso só é possível quando se conhecem as expectativas envolvidas.

A verdade é que, quando se utilizam técnicas de Gestão de Conflitos adequadas, as divergências podem ser facilmente identificáveis e, com isso, melhor resolvidas.

Encarar os conflitos apenas como um problema é um grande equívoco. Há diversas lições positivas que podem ser tiradas de um momento tensão, otimizando o nível de maturidade da equipe e dos profissionais que nela atuam. Contudo, é preciso ter uma boa gestão. É por isso que é necessário saber administrá-los com eficácia, garantindo que se extraiam lições mesmo das situações mais adversas.


Gostou desse artigo? 
Deixe seu Comentário abaixo!
Venha fazer parte da Elite da Enfermagem Brasileira!
Insira seu e-mail abaixo para receber informações sobre o Curso Online Líder Coaching para Enfermeiros
Gostou? Clique Curtir e deixe um comentário!