INSTITUTO BRASILEIRO DE ENFERMAGEM

Venha fazer parte da 
Elite da Enfermagem Brasileira!

Imagem
SIGA O IBRAENF NAS REDES SOCIAIS

Vale a pena me dedicar ao linkedin para conquistar minha vaga na Enfermagem?

Essa semana, uma Enfermeira que faz mentoria de carreira comigo, depois de 3 dias de mudar o conteúdo da seção “sobre” do seu perfil na rede linkedin, foi convidada por um grande hospital da cidade dela a participar de uma seleção que ainda nem foi divulgada nas mídias.

Outra aluna nossa do curso Linkedin para Enfermeiros (Clique aqui para conhecer o curso), que já é formada em Enfermagem há cinco anos, conquistou uma vaga na área, depois de atuar mais de 10 anos como técnica em Enfermagem. Ela já estava quase desistindo de trabalhar como Enfermeira, quando uma conexão do linkedin perguntou se ela gostaria de trabalhar na instituição de saúde em que ela gerencia.

Sim, esses são dois casos das centenas de contratações que vêm sendo realizadas na rede linkedin sem nenhum anúncio em site de vagas, nem mesmo na própria rede linkedin.

Essa é uma tendência em contratação de profissionais que ganha força dentro das principais instituições do país.

Mas como você pode saber se o seu perfil no linkedin tem a mesma força de atração que esses citados acima?

Como saber se o seu perfil está sendo mostrado para as pessoas certas? Os recrutadores na Enfermagem, gestores de saúde e profissionais que podem “indicar” você para um processo seletivo que ainda nem foi anunciado?

Nesse artigo eu quero mostrar para você alguns dos “sinais” de que o seu perfil está atraente para indicações e contratações na Enfermagem.

1 - O título do seu perfil se encaixa em pelo menos 60% das vagas para Enfermeiros no Linkedin e outros sites de busca
Você precisa ter certeza de que as palavras-chave que compõem o seu título correspondem às que os recrutadores utilizam para anunciar suas vagas.

Muitos profissionais acreditam que precisam deixar o seu perfil e currículo genérico, tipo bombril sabe? Mas o que nós recrutadores procuramos são profissionais focados, especialistas, diferenciados, mesmo quando se tem pouca ou nenhuma experiência. 

Quando você coloca no seu título apenas Enfermeira, você é mais uma das 1.700.000 profissionais com esse mesmo título no Linkedin.

Agora, quando você especifica a sua área de atuação, com o que você quer e onde trabalhar, você passa a ser, como no caso de uma mentoranda minha que é especialista em CME, uma de 4.500 enfermeiras no país.

Percebe a diferença? A maior parte das vagas no linkedin tem nome e “sobrenome”.

Você é Enfermeira de UTI? No seu título precisa estar claro sua especialidade.

Para ter certeza que seu título está alinhado ao que está sendo buscado. Coloque ele no campo da pesquisa do linkedin e escolha o filtro vagas. Você vai identificar se a forma como você explica o que faz nesse campo é a mesma forma com que o recrutador explica o profissional que ele precisa.

2 - Foto transmitindo a mensagem correta
Segundo pesquisas realizadas pela própria rede, os recrutadores passam bastante tempo olhando a foto do perfil antes de tomar sua decisão de ler ou não até o final.
Nossa expressão demonstra o que pensamos e que mensagem queremos transmitir.
Para ter certeza de que você está transmitindo a mensagem correta no linkedin acesse: https://www.photofeeler.com/

3 - Acompanhe a análise do seu perfil no próprio linkedin
Ao entrar na rede clique no ícone “eu” no canto superior direito e em visualizar perfil. Em seguida, role a página do seu perfil até um retângulo que diz painel, clique em ‘quem viu seu perfil”: vai trazer informações importantes como: em que empresa as pessoas que estão vendo seu perfil trabalham, quantos encontraram você via sua rede (conexões).

Depois, volte ao painel e clique em “ocorrências em resultados de pesquisa”
Aqui você vai ver quantas vezes seu perfil foi visto nas buscas dos recrutadores por meio da ferramenta pesquisa, vai poder ver que cargos têm procurado mais o seu perfil. E também vai saber que palavra-chave mais tem sido usada nessas pesquisas.

Caso esteja sendo mais encontrado por um determinado cargo específico, diretamente ligado à sua profissão, procure perfis semelhantes a esses para entender o que precisa fazer para chamar mais atenção desses cargos.

4 - Avalie sua concorrência direta
Ao entrar no seu perfil, no canto direito inferior aparece a frase: as pessoas também visualizaram e em seguida, surgem alguns perfis de cargo semelhante ao seu.

Quando você observe que no sinal 3 as pessoas que têm visualizado seu perfil são gestores de enfermagem ou analistas de RH, e que nesse outro espaço aparecem mais Enfermeiras com características semelhantes às suas, podemos afirmar que essas pessoas que estão te visualizando são possíveis contratantes.

Por isso é importante acompanhar esses perfis comparativos que a rede aconselha, com o objetivo de identificar palavras-chave, diferenciais, competências citadas.
Dessa forma, você poderá manter seu perfil atualizado e atraente para o recrutador.

A partir desses sinais, você pode acompanhar sua evolução no linkedin semanalmente. Mas como você, milhares de profissionais estão começando a descobrir o linkedin e também a usá-lo para se diferenciar, e, assim, conquistar a vaga na Enfermagem.

Caso você queira ter um método testado, que já ajudou Enfermeiros, mesmo sem experiência, a conquistarem sua vaga, acesse nosso curso Linkedin para Enfermeiros clicando aqui

Gostou desse artigo? 
Essas dicas foram úteis pra você? 
Deixe sua dúvida ou comentário abaixo!
Venha fazer parte da Elite da Enfermagem Brasileira!
Insira seu e-mail abaixo para receber informações sobre o Curso Online Líder Coaching para Enfermeiros
Cadastre-se
Gostou? Clique Curtir e deixe um comentário!