INSTITUTO BRASILEIRO DE ENFERMAGEM

Venha fazer parte da 
Elite da Enfermagem Brasileira!

Imagem
SIGA O IBRAENF NAS REDES SOCIAIS

8 comportamentos que acabam com as suas chances na entrevista de emprego

Na Enfermagem, em média, na grande São Paulo, são enviados 300 currículos por vaga. E ainda assim, os recrutadores têm dificuldade de preencher todos os cargos.

Muitos processos seletivos não conseguem selecionar o número de profissionais necessários para preencher todas as vagas abertas.

Isso ocorre porque ao buscar um emprego, muitas vezes estamos tão focados em demonstrar nossas habilidades técnicas, que esquecemos de observar o que nossos comportamentos contam sobre nós.

Mas tenha certeza de que o entrevistador está observando cada um deles.

A verdade é que você pode se preparar por dias e ainda assim cometer um dos vários erros que afundam candidatos despreparados. Aqui estão os oito principais pecados que você deve evitar na sua próxima entrevista de emprego:

1 - Atrasar-se para Entrevista
Nem é preciso dizer, mas chegar na hora revela muito sobre seu perfil profissional. Caso você se atrase para nossa entrevista por telefone ou pessoalmente, deve ter uma boa justificativa. Se não planejou o tráfego ou colocou o horário de entrevista errado em sua agenda, isso diz algo aos entrevistadores que não ajuda na hora de escolher se você vai para a pilha de candidatos aprovados ou reprovados.

Ocasionalmente, há razões válidas para atrasos, como uma candidata cujo carro bateu na traseira, quando ela estava a apenas três quarteirões de chegar. Ela acabou caminhando para a sua entrevista e se desculpou muito por estar apenas cinco minutos atrasada. Isso não a impediu de ser contratada.

Mas sem dúvida alguma, a desculpa do trânsito, estar perdido, ter trocado o dia ou horário só demonstram que você é o tipo de profissional que 99% das instituições de saúde não desejam contratar.

2 - Falta de perspectiva
Ter uma perspectiva falha pode levar os candidatos a prever erroneamente as reações do entrevistador.
Por exemplo, é comum mencionar o sucesso de alguém em uma entrevista de emprego e, claro, não há nada de errado em fazer isso. Mas os entrevistados podem subestimar a importância de como falam sobre seu sucesso.
Pesquisas mostram que as pessoas tendem a explicar seu sucesso enfatizando seu próprio talento e habilidades, fazem isso porque pensam que os entrevistadores irão considerá-las competentes ao fazê-lo. Nesses casos, os candidatos erram porque não se colocam no lugar do entrevistador.
Ao adotar a perspectiva do entrevistador, fica claro que o entrevistador não se preocupa apenas em contratar um funcionário que se denomina competente, mas sim aquele que pareça ter competência.
Fale dos resultados que você gerou nos trabalhos anteriores e deixe que estes demonstrem sua competência. 

3 - Não olhar nos olhos do entrevistador
Esse comportamento pode demonstrar insegurança ou medo de que algo seja descoberto. Em vez disso, encontre os olhos do entrevistador naturalmente enquanto fala. Se você se sentir nervoso, imagine que está conversando com um amigo e olhe para o entrevistador como se estivesse em uma conversa casual.

4 - Ficar olhando para o celular ou relógio
Ambos os comportamentos passam a sensação de que você tem algo mais importante para fazer do que estar 100% focado nessa oportunidade.
Isso pode se refletir no Entrevistador como falta de comprometimento e interesse pela instituição. 

Portanto, tire o relógio do pulso e guarde no bolso. E desligue o celular enquanto estiver na entrevista. Caso haja uma urgência (doença em família), mantenha o celular no silencioso e avise ao entrevistador dessa emergência. 

5 - Ser curto em suas respostas
Principalmente em pessoas tímidas é comum adotar uma postura de respostas monossilábicas, entre sim e não. 
 
Mas é importante sempre lembrar que a entrevista é a sua chance de mostrar para o entrevistador que você é a pessoa certa para ocupar essa vaga. Quanto mais informações você entregar, quanto mais se aprofundar em suas respostas correlacionando às suas habilidades às necessidades da vaga e da instituição, maiores serão suas chances de ser escolhido. 

Para ajudar a aumentar sua performance de respostas, treine as perguntas mais comuns da seleção na Enfermagem e, sempre que respondê-las pergunte-se: “E o que mais?” 

No nosso Programa Preparatório para Entrevista de Emprego na Enfermagem (PPEE) nossos alunos têm acesso ao ebook com 50 perguntas mais utilizadas nas entrevistas da Enfermagem e seus exemplos de resposta. Para conhecer mais do PPEE, CLIQUE AQUI.

6 - Não se responsabilizar
Existem algumas perguntas propositais nas quais o entrevistador quer entender suas habilidades de auto responsabilidade. 
 
Quando você costuma responder justificando seus erros passados como sendo responsabilidade de outra pessoa (chefe, colega, instituição), o entrevistador percebe que você pode agir da mesma forma no seu dia a dia profissional caso seja contratado. 

Todo ser humano erra. Quando o entrevistador instiga o candidato a falar sobre seus erros, ele na verdade está dando a oportunidade do profissional demonstrar seu senso de responsabilidade, capacidade de autocrítica e como você superou essas falhas na sua jornada profissional.

7 - Respostas excessivamente preparadas ou clichês
Uma das melhores maneiras de se preparar para uma entrevista é pesquisar as perguntas que você espera que o entrevistador faça e preparar as respostas para essas perguntas. 
 
No entanto, ao usar respostas preparadas durante uma entrevista, você quer ter certeza de que a resposta soa genuína. Muitos candidatos usarão clichês ao responder a perguntas comuns em entrevistas. 

Durante a entrevista, tente escolher uma resposta que seja honesta e que faça você se destacar como candidato. Em vez de dizer "Minha maior fraqueza é ser perfeccionista", o que os entrevistadores costumam ouvir, tente identificar uma experiência com a qual você aprendeu em sua posição anterior. 

Exemplo: "Em minha última função, às vezes eu lutava para assumir muitas responsabilidades e depois me sentia sobrecarregado. Embora não goste de dizer não a uma tarefa ou projeto, aprendi que não há problema em perguntar por ajuda e para delegar tarefas para que toda a nossa equipe pudesse cumprir nossos objetivos juntos e no prazo. "

8 - Se desvender
Não avise ao entrevistador sobre falhas que ele não perguntou. Muitos candidatos acabam com suas chances de ser contratado porque dizem ao Entrevistador que não são bons o suficiente para a vaga. 

Ao invés de dizer:
“Sei que não tenho muita experiência, mas se vocês me derem uma chance…”
Fale:
“Tenho feito cursos e praticado as habilidades x, y e z e ao iniciar o trabalho aqui tenho certeza que já estarei em um novo nível de conhecimento profissional.” 

Esse erro é fácil de cometer, especialmente se você for um recém-formado ou estiver transitando de carreira. O problema é que, quando você se desculpa pela experiência que não tem, está essencialmente dizendo que não é a pessoa certa para o cargo, ou mesmo que estaria começando do zero. E esse não é o caso! Em vez de chamar a atenção para suas fraquezas, mantenha-se positivo, concentre-se em seus pontos fortes. 

Gostou desse artigo? 
Essas dicas foram úteis pra você? 
Deixe sua dúvida ou comentário abaixo!
Venha fazer parte da Elite da Enfermagem Brasileira!
Insira seu e-mail abaixo para receber informações sobre o Curso Online Líder Coaching para Enfermeiros
Cadastre-se
Gostou? Clique Curtir e deixe um comentário!